Concurso elege ‘Miss Penitenciária’ no DF

Entre 120 inscrições, foram escolhidas as 12 candidatas ao prêmio.
Evento ocorre na próxima quarta-feira (27).

Do G1, em Brasília, com informações do Bom Dia DF entre em contato

A primeira edição do concurso “Miss Penitenciária”, que ocorre na próxima quarta-feira (27) no Distrito Federal, pretende escolher a mais bela detenta da região. Entre 120 inscrições, foram escolhidas as 12 candidatas ao prêmio.

Veja o site do Bom Dia DF

“Nós queremos fazer que as pessoas vejam que não somos apenas internas. Somos cidadãs iguais a eles e queremos mostrar que temos valor também”, afirma a candidata Luciana Pereira Melo.

A intenção da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania do Distrito Federal, que organiza o evento, não é só escolher a mais bela, mas também proporcionar uma oportunidade de reintegração às vencedoras depois de cumprirem a pena.

 Preparação

As candidatas serão penteadas e maquiadas por voluntários e desfilarão em trajes de gala, passeio e de banho. As roupas utilizadas por elas durante o evento serão emprestadas por uma loja. “O que está pegando pra mim é só o maiô. Não estou muito segura com ele, não”, confessa Taynara Morrayne Dias.

 Prêmios

Além da premiação para a primeira, segunda e terceira colocadas, as internas elegerão a ‘Miss Simpatia’.

O concurso, segundo a direção da Penitenciária Feminina do Distrito Federal, mudou o comportamento não só das participantes, mas das outras internas.

“Elas pensam duas vezes antes de se envolverem em qualquer briga porque não querem perder o evento e sabem que, se tiverem qualquer transgressão disciplinar, poderão ficar de fora. Ou seja, ficarão na cela enquanto está ocorrendo o concurso”, afirma o secretário de Justiça e Cidadania, Raimundo Ribeiro.

“Depois de muito tempo aqui dentro achamos que a beleza acabou. Com o concurso dá para mostrar que ainda somos bonitas”, diz a presidiária Lucimara dos Santos.

Além da coroa e da faixa, a vencedora ganhará R$ 1 mil depositados em uma caderneta de poupança e um curso profissionalizante. Ao todo serão distribuídos R$ 2,5 mil em prêmios.

Na quarta-feira, o secretário de Justiça também deve assinar acordo que garante 500 vagas de emprego para detentos do regime semi-aberto.

Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL312584-5598,00-CONCURSO+ELEGE+MISS+PENITENCIARIA+NO+DF.html

initZoom(‘mudaFonte’);

Anúncios

Cientistas pedem que se enfrente aquecimento glogal de forma integral

Boston (EUA), 17 fev (EFE).- O aquecimento global causado pela acumulação de dióxido de carbono na atmosfera só poderá ser reduzido se integrarem a ciência e a política pública com as necessidades dos consumidores e a economia global, afirmaram hoje cientistas americanos.

Em um seminário da reunião anual da Associação Americana para o Avanço das Ciências (AAAS), os cientistas indicaram que esta conjunção é “crucial” se o mundo “quer ter alguma chance de reduzir” os efeitos desse gás estufa sobre o clima da Terra.

Cientistas e Governos do mundo afirmaram que o aumento das temperaturas como resultado da acumulação de gases estufa na atmosfera está modificando os padrões climáticos em todo o planeta e causando a aceleração do degelo, principalmente na Groenlândia e na Antártida.

Esse degelo ameaça elevar os níveis do mar, com conseqüências ecológicas e territoriais desastrosas para muitos países com um litoral extenso e baixo.

Mike Davis, presidente do Diretório de Ambiente e Energia no Laboratório Nacional do Pacífico-Noroeste (PNNL), do Departamento de Energia dos EUA, indicou que devem ser intensificados os esforços para encontrar soluções conjuntas para o problema.

“A colaboração entre os cientistas (…) deve ocorrer a níveis sem precedentes, e a Ciência terá que proporcionar a base para as soluções viáveis”, acrescentou.

Quase 85% da energia usada atualmente no mundo provêm dos hidrocarbonetos, entre eles o carvão, o petróleo, o gás natural e a biomassa.

E, como conseqüência lógica de um aumento da demanda de hidrocarbonetos nos próximos anos, aumentarão as emissões de dióxido de carbono na atmosfera.

“Se o mundo busca controlar de alguma forma as emissões de carbono, é necessário pensar no problema de maneira global”, afirmou Davis.

“Essas soluções terão que vir da China, Índia, de nosso país e de muitos outros. As soluções terão que ser realistas e respeitar os níveis de vida, a economia e a segurança nacional”, acrescentou.

Douglas Ray, do Diretório de Ciências Informáticas do PNNL, disse que também é preciso encontrar respostas científicas que “limitem este descontrolado experimento com o ciclo do carbono”.

Segundo os cientistas, a captura do dióxido de carbono exigirá novos processos químicos que eliminem o gás antes de este desaparecer no ar.

Por outro lado, guardá-lo em depósitos de maneira segura e efetiva exigirá um melhor conhecimento das reações químicas que podem ocorrer entre esse dióxido de carbono e outros compostos.

“Ser capaz de prever como o dióxido de carbono afeta tudo que o rodeia será fundamental para a busca de uma solução para o problema do aquecimento global”, ressaltou Ray. EFE ojl/dgr POL:POLITICA,MULTILATERAL|

Presidente brasileiro viajou finalmente à Antártida

Santiago do Chile, 17 fev (EFE).- O presidente Luiz Inácio Lula da Silva viajou hoje à Antártida às 8h45 de Brasília, após uma considerável melhoria nas condições meteorológicas, informou a rádio “Bío-Bío”.

Segundo declarações do comandante da base chilena Presidente Eduardo Frei, Raúl Jorquera, à “Bío-Bío”, Lula será recebido pelas autoridades chilenas e depois ele e sua comitiva irão em dois helicópteros da Marinha brasileira até a Estação Antártica Comandante Ferraz.

A base brasileira foi construída em 1984 e está em fase de modernização.

Fontes oficiais disseram, em Brasília, que Lula e sua comitiva – formada por cerca de 20 pessoas – desenvolverão hoje o mesmo programa que tinham previsto para ontem, quando as condições meteorológicas impediram a decolagem do avião.

Depois, Lula e sua comitiva retornarão à base Presidente Eduardo Frei e deste local voltarão hoje mesmo à cidade chilena de Puerto Arenas, se o tempo permitir.

O porta-voz presidencial, Marcelo Baumbach, já adiantou que, devido ao “clima especialmente rigoroso da Antártida, todo o programa de viagem estará sujeito a confirmação, em função das condições meteorológicas”.

A comitiva de Lula é formada, entre outros, pela primeira-dama Marisa Letícia, por um de seus filhos e três ministros, que, segundo a previsão para hoje, poderão enfrentar temperaturas de 3 graus abaixo de zero, com uma sensação térmica próxima de 15 graus abaixo de zero.

A viagem ocorre dentro do Ano Polar Internacional 2007-2008, promovido pela Organização Meteorológica Internacional e com o qual se pretende potencializar a observação dos fenômenos climatológicos nas massas polares do planeta.

Também devia coincidir ontem com o aniversário do Protocolo de Kioto, que entrou em vigor em 16 de fevereiro de 2005.

Segundo informações oficiais, o presidente pretende enviar uma mensagem a favor da preservação do planeta.

O Governo definiu a viagem como “um gesto político” a favor da conservação do planeta e do trabalho científico dos militares brasileiros na base que o país colocou na Antártida há 25 anos.

Nessa base, são desenvolvidas atualmente 19 pesquisas, todas vinculadas ao meio ambiente. EFE mc/an

Fonte: http://br.noticias.yahoo.com/s/17022008/40/saude-presidente-brasileiro-viajou-finalmente-antartida.html

Vaticano lança turnê mundial contra o aborto

papa 
O Vaticano anunciou que realizará uma turnê internacional para promover uma campanha contra o aborto em defesa da vida. A iniciativa começará pela América Latina, passando pela América do Norte, África, Oriente Médio e terminará na Europa.

O cardeal colombiano Alfonso Lopez Trujillo, presidente do Pontifício Conselho para a Família, foi designado para representar o papa Bento 16 na viagem.

Trujillo ficará à frente dos encontros que a Santa Sé terá com chefes de Estado e de governo, líderes políticos e representantes de instituições culturais de diversos países.

O cardeal espera convencer os governantes sobre a importância de decretar uma moratória contra o aborto, a exemplo da que foi aprovada pela Organização das Nações Unidas (ONU) no início deste ano contra a pena de morte.

De acordo com o cardeal colombiano, “o aborto é uma pena capital imposta a um inocente indefeso”.

“Se a Igreja, assim como a ONU, é contrária à condenação à morte, esta é a principal razão para lembrar que é pecado matar um bebê que nunca nasceu”, disse o cardeal em entrevista ao jornal italiano La Repubblica.

Doutrina

Lopez Trujillo pretende discutir a doutrina católica sobre a defesa da vida, da concepção até a morte natural, junto a governos de todas as orientações políticas, incluindo marxistas e socialistas. De acordo com ele, o aborto é um problema mundial e o Vaticano pretende superá-lo.

O primeiro encontro será realizado depois da Páscoa em Santo Domingo, na República Dominicana, quando serão convidados políticos de vários países interessados em discutir o assunto.

“Não estamos falando de uma lei italiana, mas de um drama que atinge a consciência de todos: a morte de um ser inocente no ventre materno”, disse.

O Vaticano ainda não decidiu quais e quantas nações a turnê vai percorrer e reconhece que poderá enfrentar resistências em países que já aprovaram leis favoráveis ao aborto e têm políticas de distribuição de camisinhas e pílulas do dia seguinte.

Temas polêmicos

Ele promete responder a temas polêmicos como o aborto em casos de violência sexual, de bebês que nascem sem cérebro, ou quando a gravidez coloca em perigo a vida da mulher.

“A violência sexual é um drama que não se resolve matando um bebê inocente”, disse o cardeal ao La Reppublica.

“Quando a mulher está em perigo, a sociedade deve fazer todo o possível para salvá-la e salvar o seu bebê. A medicina moderna e os progressos das pesquisas científicas já fizeram passos gigantes. Por que não levar isso em consideração?”, indagou Trujillo.

Na bagagem, o cardeal vai levar o livro Família e Procriação Humana, uma contribuição de 16 cientistas, que prega, entre outras coisas, que procriar não é mera reprodução, que a família é um bem social e os filhos são, desde a concepção, pessoas e não aglomerados biológicos.

Fonte: http://www.bbc.co.uk/portuguese/reporterbbc/story/2008/01/080124_turneabortofp.shtml

Países arrecadam 500 vezes mais do que gastam com fumo, diz OMS

 cigarro
Os governos do mundo todo arrecadam em média 500 vezes mais com os impostos sobre o cigarro do que gastam com ações antitabagistas, afirma um relatório sobre a epidemia global do tabaco divulgado nesta quinta-feira pela OMS (Organização Mundial da Saúde).

O levantamento, realizado em 179 países, indica que a receita com os impostos sobre o fumo chega a ser 4 mil vezes maior do que os gastos com o controle do consumo nos países de renda média e 9 mil vezes maior nas nações de baixa renda.

A proporção é menor nos países mais ricos, onde os impostos sobre o cigarro totalizam uma quantia 340 vezes maior do que os gastos em ações contra o fumo.

Segundo a OMS, a principal medida para reduzir o consumo de tabaco seria aumentar os impostos sobre o produto.

“Aumentar o preço do tabaco ao elevar os impostos é o modo mais eficaz de diminuir o consumo e incentivar as pessoas a deixar de fumar”, diz o documento.

O relatório ressalta que um aumento de 70% no preço do tabaco poderia prevenir até 25% das mortes relacionadas ao fumo.

Estratégias

Além do aumento de impostos, o relatório sugere ainda um pacote de estratégias que poderiam ser adotadas pelos governos para controlar o consumo de tabaco.

Intitulado MPOWER, o pacote tem como principais medidas monitorar o uso do tabaco e as políticas de prevenção, proteger a população da fumaça do tabaco, oferecer ajuda para aqueles que decidem parar de fumar, alertar sobre os perigos do tabaco, reforçar as proibições de anúncios e propagandas e, finalmente, aumentar os impostos ao tabaco.

Segundo a OMS, as medidas são simples e podem ser adotadas por todos os países.

“Embora os esforços para combater o tabaco estejam ganhando força, todos os países precisam fazer mais”, afirma Margareth Chan, diretora-geral da OMS.

“As estratégias que oferecemos estão ao alcance de todos, pobres ou ricos, e, usadas como um pacote, oferecem a melhor chance para reverter a epidemia do tabaco”, acrescenta Chan.

Epidemia

O relatório também descreve os esforços e as políticas contra o tabagismo em todos os países membros da ONU (Organização das Nações Unidas).

Segundo o levantamento, atualmente nenhum país cumpre com todas as medidas especificadas no pacote sugerido pela OMS, tampouco as estipuladas pelo Tratato Internacional de Antitabagismo, de 2005.

O documento ressalta ainda que apenas 5% da população mundial vive em países que respeitam pelo menos uma das estratégias sugeridas pela organização.

O relatório aponta também uma mudança no padrão da epidemia do tabaco.

Segundo a OMS, a epidemia vai atingir mais os países em desenvolvimento, e as estimativas apontam que, de um total de 175 milhões de mortes relacionadas ao fumo previstas até 2030, 80% devem atingir pessoas em países em desenvolvimento.

De acordo com a OMS, as empresas tabagistas têm como principal alvo os jovens destes países.

Brasil

Os esforços do governo brasileiro para combater o consumo de tabaco são destacados pelo documento. Entre as principais iniciativas, a OMS ressalta as fotos impressas nas embalagens de cigarro como “uma importante fonte de informação para fumantes jovens e para analfabetos”.

O documento ainda afirma que o governo começou a financiar os tratamentos para os que decidem parar de fumar em 2004.

Segundo o relatório, entre 2004 e 2006, 22 dos 27 Estados brasileiros ajudaram 50 mil pessoas a largar o vício – das quais 45% usaram medicamentos e 40% continuaram sem fumar depois de quatro semanas.

Apesar disso, diz a OMS, o preço do maço de cigarro no Brasil é o segundo menor das Américas, acima apenas do preço cobrado no Paraguai.