Adventista deve dirigir painel de liberdade religiosa

Standish, advogado veterano, tem servido à Igreja por sete anos

print
 

James Standish traz uma perspectiva política, legal e religiosa a seu novo posto como diretor-executivo da Comissão Internacional Sobre Liberdade Religiosa dos EUA. Standish aceitou o cargo no mês passado seguindo-se a sete anos de serviço como diretor de Assuntos Legislativos da Igreja Adventista a nível mundial. [foto de arquivo da ANN]

Um advogado adventista do sétimo dia veterano nas causas de liberdade religiosa anunciou no mês passado ter aceito a posição máxima da Comissão Internacional de Liberdade Religiosa dos EUA.

James D. Standish, diretor de Assuntos Legislativos da sede mundial da Igreja Adventista do Sétimo Dia durante os últimos sete anos, servirá agora como diretor-executivo da Comissão Internacional de Liberdade Religiosa dos EUA, uma agência federal não-partidária que dá consultoria à Casa Branca e ao Congresso.

“A Comissão dá cálida acolhida a James Standish”, declarou o presidente da comissão, Felice D. Gaer, declarando ser ele um “líder de respeito” não só no Congresso como entre as comunidades que servia.

“O Sr. Standish traz à Comissão experiência crítica tanto em militância de base popular quanto um histórico de textos publicados que dão testemunho de sua impressionante capacidade não-partidária de lidar com questões de liberdade religiosa desde uma perspectiva política, legal e teórica”, disse Gaer.

Standish considerou “uma honra” integrar a Comissão, particularmente em face do vindouro décimo aniversário da Lei de Liberdade Religiosa Internacional. A lei, de 1998, criou a Comissão que monitora violações de direito de liberdade de pensamento, consciência e religião por todo o mundo e propicia recomendações de políticas ao Presidente, Secretário de Estado e Congresso.

“A magnitude e gravidade das violações do direito universal de liberdade de pensamento, consciência e religião a nível global não podem ser subestimadas”, aduziu Standish.

Standish tem amplo currículo de material publicado e tem discutido questões de liberdade religiosa por redes de TV e rádio e testificado sobre questões de liberdade religiosa perante a Casa de Representantes do Congresso americano, especialmente em tempo recente quando falou em apoio a uma lei de liberdade religiosa no local de trabalho.

A nova função de Standish “revela como o trabalho de nosso departamento tem tido influência muito positiva em anos recentes”, declarou John Graz, diretor de Assuntos Públicos e Liberdade Religiosa junto à sede mundial da Igreja Adventista. Graz declarou que Standish tem realizado “um trabalho excepcional em Washington, D.C.”, e continuaria a “promover a liberdade religiosa” junto à Comissão.

Standish recebeu o seu título universitário do Newbold College, instituição educacional adventista na Inglaterra, e um mestrado da Universidade de Virgina, além de um título doutoral da Universidade Georgetown. Ele é membro da Associação de Juristas de Virginia e do Distrito de Columbia, e tem atuado junto à Corte Suprema dos EUA e o Quarto Circuito.

Standish integra-se a nove pessoas designadas pelo Congresso e pelo presidente que atualmente servem na Comissão.

Fonte: http://news.adventist.org/data/2008/1219333432/index.html.pt

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: