Ver biquíni faz homens gastarem dinheiro à toa

Que os homens ficam bobos quando vêem uma mulher bonita não é novidade para ninguém. A extensão desse poder feminino, no entanto, vai muito além do que se pensava. Um estudo feito na Bélgica revela que a mera visão de um biquíni ou de uma peça de lingerie (sem nenhuma mulher acompanhando) é capaz de fazer um homem deixar o bom senso de lado e tomar atitudes impulsivas, como gastar grandes quantidades de dinheiro. Isso acontece porque ver uma bela mulher, ou qualquer coisa que lembre uma, aciona uma área no cérebro masculino que o faz buscar gratificação imediata: pode ser comprando algo caro, pode ser tomando uma cervejinha a mais, ou mesmo comendo um belo doce. Dada a opção de ter uma recompensa pequena na hora ou uma grande mais tarde, quase sempre eles preferem a primeira opção.

“Imagens de uma mulher sexy acendem o apetite sexual masculino, mas este estudo mostra que mesmo homens que apenas mexeram com lingeries já buscam essa gratificação imediata”, explicou ao G1 o autor do estudo, Bram Van der Bergh, da Universidade Católica de Leuven.

O pesquisador fez um teste com dois grupos de homens. O primeiro teve que tomar decisões sobre recompensas logo após manusear lingeries, biquínis e outros objetos de cunho sexual. O segundo, no entanto, lidou apenas com coisas comuns, sem sexualidade. De acordo com ele, apenas os do primeiro grupo apresentaram impaciência.

Antes que alguma mulher atire o argumento de que “homem é tudo igual”, Van der Bergh ressalta: nem todos reagiram da mesma maneira. “Alguns homens são altamente responsivos a recompensas, enquanto outros não são tão sensíveis a isso”, explicou ele.

O “efeito biquíni” só conseguiu ser abalado por uma coisa: dinheiro. Quando os homens se sentiam satisfeitos financeiramente, o poder da peça diminuía consideravelmente. “É o tipo de coisa que acontece quando vemos um belo prato de comida, mas estamos de estômago cheio. O interesse diminui”, diz o pesquisador.

Objetos masculinos não parecem ter o mesmo efeito sobre as mulheres. “Os centros de recompensa neurais das mulheres não são tão ativados quanto os dos homens por esse tipo de estímulo”, afirmou Van der Berg. “Possivelmente, elas são ativadas por outros tipos de recompensas. Talvez, sapatos”, brinca ele.

(G1 Notícias)

Nota: Pelo visto, os publicitários já sabiam disso há muito tempo, pois, quando falta criatividade, apelam logo para o sensualismo nas campanhas. E o consumismo vai crescendo, e a criatividade minguando.[MB]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: